Skip to main content

Como é feito o controle de água e vigilância sanitária?

 

Todo poço artesiano que se torna uma fonte alternativa de abastecimento, isto é, quando utilizado para consumo humano (banheiros, cozinhas, etc.) deve ser objeto de controle de qualidade. Este é feito através de coletas de amostras de água bruta e tratada analisadas em laboratório. Vamos conhecer um pouco mais sobre esse assunto?

verificando a qualidade da agua

Porque fazer o controle de qualidade da água?

 

O controle de qualidade da água que é destinada ao consumo humano é essencial. A água de poço, assim como as dos rios, lagos e outras fontes, é passível de contaminação, seja ela perene ou intermitente. E essa contaminação precisa ser conhecida e controlada quando possível. No Estado de São Paulo, comumente encontramos poços que possuem águas com altos teores de ferro e fluoreto. Apesar de não serem os contaminantes mais tóxicos, quando acima dos limites permitidos podem acarretar em problemas de saúde. A contaminação por ferro normalmente pode ser tratada com elementos filtrantes. Existem ainda outros compostos, como químicos provenientes de descartes ilegais de esgoto industrial, metais pesados (zinco, manganês), coliformes fecais e patogênicos. Portanto, é muito importante que toda água utilizada por seres humanos (com contato direto) seja objeto de análises recorrentes a fim de assegurar a qualidade da mesma.

Todo o processo de controle de qualidade de uma SAA (Solução alternativa de abastecimento) é realizado via vigilância sanitária municipal, de acordo com o estabelecido na Resolução SS-65, de 02/08/2016. Na AVS, todo o controle de qualidade da água tem Assunção de Responsabilidade Técnica (ART) de um Eng. Ambiental e nossa equipe de Coleta de Água possui registro no Conselho Regional de Química, garantindo o máximo de atenção em todo o processo. Cuidamos de todos os trâmites burocráticos e operacionais relativos ao controle de qualidade da água para que você tenha segurança toda vez que abrir a torneira.

Cloração da água

 

Em toda SSA é obrigatório a instalação de equipamento para cloração da água. Esta cloração deve ser realizada com insumos específicos e aprovados pelo Ministério da Saúde. No caso de soluções alternativas de abastecimento, uma das formas de cloro aprovado pelo Ministério da Saúde é o Ácido Tricloro-isocianúrico, composto que é capaz de deixar cloro residual livre em boa quantidade na água e baixíssima geração de compostos tóxicos como o dicloroeteno e diclorobenzeno. A utilização de soluções de cloro não aprovadas pelo Ministério da Saúde colocam a sua vida em risco.

Seja o seu poço obrigado a fazer o cadastro na vigilância sanitária ou não, o controle de qualidade da água é essencial. Não deixe de monitorar a qualidade da água de seu poço e conhecer com plena certeza se sua água tem ou não qualidade para ser consumida.