Skip to main content

O ferro é um dos metais mais comuns no solo brasileiro, então, o excesso de ferro na água afeta grande parte dos poços artesianos e semi-artesianos. 

Este problema que afeta a qualidade da água pode ser consequência do local da perfuração, da profundidade do poço, da negligência da limpeza e manutenção e/ou do tempo em repouso da água do poço (após longos períodos há a reação do metal com o oxigênio).  

Como esse cenário está fora do padrão estabelecido pelo Ministério da Saúde e provoca sérios danos a saúde de quem consome a água, a revitalização da água deve ser realizada o mais rápido o possível

A seguir, entenda o que você precisa saber sobre excesso de ferro na água. Veja como reconhecer os sinais de que este é o problema, quais as consequências dele e como resolvê-lo.

Entenda mais sobre como tratar ferro na água de poço artesiano:

Como identificar o excesso de ferro na água?

Diversos aspectos da água apontam o excesso de ferro, então, para ajudar na identificação deste problema, fique atento aos seguintes indícios: 

Cor

A água fica amarelada ou amarronzada a ponto de afetar a coloração de itens como pias e os vasos, além de ocasionar em manchas nas roupas e tecidos. 

Cheiro

Com o excesso de ferro, é comum que a água apresente um forte cheiro do mineral e de ferrugem

Gosto

A água pode ficar com gosto metálico, afetando inclusive o sabor de alimentos cozinhados com a água.

Outros pontos que podem indicar que o problema é a concentração de ferro na água são: a diminuição da vazão da água ocasionada por danificações e entupimento em tubulações ou encanamento, e também defeitos em equipamentos de casa, como chuveiro e máquinas de lavar.

Quais são os problemas da água com ferro?

Além dos problemas mencionados no tópico anterior, a água ferruginosa no poço artesiano pode ter outras consequências, principalmente para a saúde humana. Por isso, é importante realizar a limpeza do poço artesiano de uma a duas vezes por ano. 

O valor máximo de ferro permitido na água para consumo humano é 3 ppm, ou seja, 0,3 miligrama por litro. Então, quando o nível está acima deste, pode ser tóxico e desencadear de doenças mais leves até danos irreversíveis, principalmente no coração, pâncreas e fígado, como:

  • Alergias na pele;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Câncer;
  • Diabetes; 
  • Cirrose. 

Quando a água apresentar anormalidades, o ideal é tratá-la para que ela volte a ser potável. Mas, considerando que o problema precisa ser resolvido com rapidez, o que fazer? 

Como solucionar o problema de ferro em excesso na água do poço artesiano

O primeiro passo é verificar se o ferro na água é realmente o problema. Para isso, além de observar as características da água, somente uma análise físico-química e microbiológica realizada por um laboratório com acreditação ISO 17025 pode confirmar a real contaminação da água.

Com base nos parâmetros da portaria GM/MS Nº 888, de 4 de maio de 2021, o laboratório avaliará a qualidade da água e o padrão de potabilidade, analisando, por exemplo, o nível do pH da água, além da presença ou ausência de microorganismos patogênicos e de minerais. A partir disso, será emitido o diagnóstico do(s) problema(s) e, se for o caso, a concentração do(s) ativo(s) na água do poço. 

Por fim, com esse entendimento total do cenário, será necessário ponderar a vazão do poço, a eficácia e o custo dos métodos para escolher a solução mais adequada para o problema. Lembrando que existem casos em que é necessário combinar as soluções entre si ou com processos como a clorificação, sendo este a adição de cloro. 

Conheça a seguir os métodos para corrigir o excesso de ferro na água: 

Substituição de Materiais

Em poços com muita contaminação por ferro, uma alternativa viável é a substituição de materiais metálicos por materiais inertes. Desta forma, consegue-se maior controle da ação de degradação do poço, menor presença de óxido ferroso no poço e maior efetividade de outras ações de controle para ferro, principalmente quando há contaminação por ferrobactérias.

Para diminuir a presença de material suscetível a ação de corrosão e formação de óxido ferroso, algumas possibilidades são a substituição: 

  • Da coluna edutora em aço galvanizado por tubos em material geomecânico; 
  • Os conjuntos motobombas em aço carbono por conjuntos em aço inoxidável.

Em regiões com histórico de problemas com ferro, é importante que este fator seja levado em consideração já na etapa de elaboração do projeto e construção do poço, visando aumentar a vida útil do poço e diminuir problemas futuros com contaminação de ferro. 

Tratamento Químico

O tratamento químico utiliza uma solução de produtos atóxicos que combina ácidos orgânicos e químicos específicos para combater os ativos presentes que constam nos resultados das análises físico-químicas da água. 

Além de equilibrar a quantidade de ferro e recuperar a cor, o cheiro e turbidez normais da água, a solução é circulada pela tubulação de limpeza própria para eliminar depósitos de ferrugem e até mesmo biofilme ferrosos. 

Por fim, após a aplicação dos produtos químicos, é feito o esgotamento da água do poço através do sistema air-lift com compressor de ar até a limpeza da água estar completa.

Filtro

Através do processo de filtragem, o oxigênio dissolvido na água transforma o ferro em óxido férrico, um material insolúvel que pode ser filtrado.

Além disso, esta alternativa oferece outros benefícios relacionados a melhorar a qualidade da água, como: 

  • Correção do pH e dos níveis de manganês, magnésio e cálcio;
  • Remoção de areia, calcário e barro.

A estrutura do filtro depende do nível da vazão da água, tendo a opção de ser central ou ter diversos filtros menores com funções específicas, como filtrar água para a cozinha ou para o chuveiro do banheiro. Entretanto, no geral, filtros pequenos não tem capacidade de lidar com problemas graves de contaminação, sendo recomendados somente para filtragem de pequenas partículas sólidas e processos mais simplificados. Então, problemas com ferro não podem ser solucionados desta maneira.

Além destas alternativas, ainda há outros métodos para solucionar o excesso de ferro na água, como a adição de zeólita, filtragem com carvão ativado (adsorção) ou processo eletrolítico (abrandador). Estas soluções são tratamentos mais caros e precisam de reposição dos elementos filtrantes constantemente para que a eficácia do filtro seja mantida. 

Sendo assim, poços com excesso de ferro podem ser recuperados e a melhor solução depende da origem do problema, da quantidade de ferro presente na água e de uma avaliação criteriosa de profissionais capacitados. 

Entendeu como tratar ferro na água de poço artesiano?

Como você leu, o ferro na água do poço artesiano é um problema comum que, além de diversos aspectos ruins na água, pode desencadear problemas de saúde. Sendo assim, é um problema que, quando percebido, deve ser tratado rapidamente. 

Como as causas e as soluções para a água com ferro são diversas, é recomendável um especialista, como os profissionais capacitados da AVS, para avaliar a melhor solução para o seu caso e garantir um resultado efetivo. 

Além disso, prefira profissionais capacitados para realizar a perfuração e a construção do poço, pois, assim, as chances de ter problema de excesso de ferro na água diminuem. 

Saiba mais sobre a importância de fazer a manutenção do poço artesiano regularmente

Entre em contato com a AVS Poços Artesianos e saiba mais sobre os serviços especializados que prestamos há mais de 10 anos!

Gostou deste artigo? Compartilhe o link com quem se interessa pelo assunto!

Dúvidas frequentes sobre como tratar ferro na água de poço artesiano

Como identificar se a água do poço artesiano está com muito ferro?

Para saber se a água está com muito ferro há indícios como: cor amarelada, sabor metálico e cheiro forte. Entretanto, apenas uma análise da água com base nos parâmetros da portaria GM/MS Nº 888, de 4 de maio de 2021, poderá avaliar os fatores de qualidade e o padrão de potabilidade da água.

Quais as consequências de ter muito ferro na água?

As consequências da água ferruginosa podem ser danos materiais e/ou a saúde, como:

  • Entupimento de tubulações e encanamento, diminuindo a vazão da água;
  • Problemas em equipamentos de casa, como chuveiro e máquinas de lavar;
  • Alteração de sabor da comida devido ao sabor metálico da água;
  • Manchas em roupas e itens do banheiro como pias e vasos;
  • Doenças como alergias na pele, diarreia, vômito, câncer, diabetes e cirrose. 

Como tratar água de poço artesiano com muito ferro?

Há diversos métodos para tratar o excesso de ferro na água, dentre eles: substituição de materiais, tratamento químico e filtros específicos. 

É possível resolver sozinho o problema de muito ferro na água do poço artesiano?

O ideal é ter um especialista para avaliar o problema do poço, seja ele qual for. No caso do excesso de ferro na água, por exemplo, há diversas causas e soluções, por isso, cada caso é específico e os métodos têm eficiência variável. Então, um profissional tem capacidade de confirmar o diagnóstico do problema e designar a melhor solução.