Skip to main content

No Brasil, diversos estabelecimentos recorrem aos poços artesianos em busca dos diferentes benefícios que essas estruturas podem oferecer. Alguns exemplos são o abastecimento de água mais efetivo, água de qualidade, a valorização do terreno no mercado imobiliário, economia com o abastecimento de água ou a independência de fornecedores de água.

Como há diferentes tipos de poços (poço artesiano, poço semi-artesiano e mini poço artesiano), cada um com suas características particulares, é necessário realizar uma avaliação considerando diversos fatores para entender qual tipo de poço tem o melhor custo-benefício. Dentre eles, as demandas do estabelecimento por volume de água, o dinheiro disponível para o projeto e as características geológicas do local.

A seguir apresentaremos as características de mini poços artesianos e realizaremos uma breve comparação com os outros tipos de poços. Confira!

Entenda mais sobre o modelo mini poço artesiano:

As principais características de um mini poço artesiano

O mini poço artesiano tem algumas características que o tornam uma forma de complementar o abastecimento de água tanto em zonas rurais quanto zonas urbanas, entretanto, pode não ser o suficiente para abastecer qualquer estrutura.

Inclusive, perfurações desse tipo costumam ser mais bem sucedidas em locais rurais do que em áreas urbanas.

Confira a seguir as principais características dos mini poços artesianos:

Profundidade

A profundidade é até o assoalho rochoso ou até o lençol freático, então geralmente varia entre 30 m e 60 m a depender da região.

Captação e vazão de água

Devido à profundidade, a captação de água é feita a partir do lençol freático, então, ela está condicionada às mudanças climáticas (regime de chuvas). Assim, em períodos de muita chuva, a vazão tende a aumentar e a qualidade da água piorar por causa do aumento de contaminantes trazidos pela água.

Por outro lado, nos períodos de estiagem, ou seja, quando há falta de chuva, a vazão diminui, pois não há reposição de água. Por consequência, se o período de estiagem for longo, é possível que o poço seque. 

Além disso, não há pressão para a água chegar à superfície, por isso, precisa de equipamento para realizar o bombeamento.

Qualidade da água

Como a água captada é mais superficial, proveniente do lençol freático, a qualidade não é garantida

Como esta água tem origem no regime de chuvas, ela vem da superfície terrestre e muitas vezes carrega contaminantes como coliformes fecais, bactérias e químicos. Estas chances de contaminação aumentam quando há animais e humanos por perto.

Leia mais: Controle de qualidade da água: por que é importante?

Apesar de haver uma filtragem pelo solo e rochas até atingir o aquífero local, o mini poço faz uma captação em baixa profundidade do lençol freático, então é possível que a água ainda contenha contaminantes.

Pode-se utilizar filtros para retirar estes contaminantes, com soluções de cloradores, entretanto, não há garantia de eficiência. Como há contaminações que os filtros não conseguem retirar, é preferível investir em uma captação de água direto no aquífero local do que contar com filtro ou outras soluções para tratar uma água contaminada.

Leia mais: Como escolher o filtro para poço artesiano?

Manutenção

A manutenção dos poços é muito importante para manter a limpeza e a qualidade da estrutura e da água. 

Valor e economia

O custo médio é cobrado por metro, que varia conforme a localidade. Este preço pode representar até 1/3 do valor de um poço artesiano. Entretanto, exige investimento em equipamento para bombeamento da água. 

Sendo assim, o mini poço artesiano pode apresentar vantagens em relação aos outros tipos de poços. Confira a seguir as principais características dos poços. 

Qual a diferença entre o poço artesiano, semi-artesiano e o mini poço artesiano?

Todos os tipos de poços precisam de estudo hidrogeológico da região e do teste de vazão. Entretanto, eles ainda diferem entre si em algumas características importantes, que, por consequência, afetam os custos do investimento

As diferenças estão nas características geológicas e hidrogeológicas do terreno, na profundidade do poço, na forma de bombeamento para extrair a água e, principalmente, no custo. 

Confira uma breve comparação entre os três principais tipos de poços: artesiano, semi-artesiano e mini artesiano. 

Poço artesiano

O poço artesiano é um poço tubular profundo que varia de 60 m até 2 mil metros a depender das características do solo da região e do volume de água que será necessário captar.

Ainda assim, a linha de pressão fica acima do nível do solo, então, por consequência da pressão hidrostática, idealmente a água consegue fluir naturalmente até a superfície sem necessidade de bomba submersa. Para ser considerado artesiano essa característica tem que se manter ao longo do tempo, então não perde a pressão que faz a água jorrar naturalmente.

Apesar de ser desejável aproveitar as características naturais e a gravidade para distribuir a água, há casos em que é necessário utilizar bombas na superfície para enviar esta água a determinados pontos.  

Além disso, outra característica desse tipo de poço é a ótima qualidade da água. Por causa da profundidade, a água captada é de aquíferos, onde toda a parcela de água proveniente do lençol freático (regime de chuvas) é isolada por revestimentos e concretagem. Então, há um processo de filtragem natural a partir da infiltração entre as rochas. Por este motivo o controle de qualidade da água e a manutenção periódica podem ser realizadas em intervalos de tempo maiores.

Poço semi-artesiano

O poço semi-artesiano tem algumas características iguais às do artesiano, como a técnica de perfuração utilizada, a profundidade entre 60 m e 2 mil metros e a captação da água nos aquíferos.

Entretanto, como a linha de pressão é no mesmo nível ou abaixo do nível do solo, esse tipo de poço não possui pressão subterrânea suficiente para a água fluir até a superfície naturalmente, logo, requer a instalação de equipamento de bombeamento para a água chegar à superfície e/ou reservatório. 

No estado de São Paulo, a enorme maioria dos poços, senão quase a totalidade, são de poços semi-artesianos e por isso, quase todo poço deverá contar com um equipamento de bombeamento para captar a água.

Um ponto importante a ser considerado é que esses equipamentos instalados para extrair água costumam ter preço elevado. Por outro lado, a captação é profunda e semelhante ao do poço artesiano, então a qualidade da água é boa como a do poço artesiano. 

Assim como o poço artesiano, o semi-artesiano não é afetado facilmente por fatores que ocorrem na superfície terrestre, garantindo uma fonte de abastecimento sólida, estável e com durabilidade muito maior do que a do poço mini artesiano. 

Mini poço artesiano

É um tipo de perfuração mais rasa, normalmente até o assoalho rochoso ou até o lençol freático, variando entre 30 m e 60 m de profundidade dependendo da região.

Por ser raso, a água captada é dos lençóis freáticos próximos do solo, então são usados tubos filtros para captar a água. Isso torna a qualidade e o volume de água variável durante o período de estiagem.

Sendo assim, é necessário ponderar as características individuais dos poços para avaliar qual é a mais vantajosa para o seu caso. 

Os poços artesiano e semi-artesiano são indicados para estruturas em que há grande consumo de água e que precisam que a água seja de qualidade, como condomínios, hotéis, restaurantes, shoppings e plantações, entretanto, o mini poço é uma sugestão adequada para algumas demandas. 

Entendeu as características do mini poço artesiano e as diferenças entre este e outros tipos de poços?

Neste post foi possível entender melhor as características de um mini poço artesiano e as principais diferenças entre esse tipo de poço e os poços artesianos e semi-artesianos.

Sabendo que os poços possuem diferentes custos e vantagens, é possível ponderar com maior consciência qual a melhor opção para a sua situação.

Confira os benefícios dos poços artesianos para as propriedades

Entre em contato com a AVS Poços Artesianos e saiba mais sobre os serviços especializados que prestamos há mais de 10 anos!

Gostou deste artigo? Compartilhe o link com quem se interessa pelo assunto!

Dúvidas frequentes sobre as características do mini poço artesiano

Qual a profundidade de um mini poço artesiano?

A profundidade de um mini poço artesiano geralmente é até o assoalho rochoso ou até o lençol freático, o que varia entre 30 m e 60 m conforme a região.

Quais as características de um mini poço artesiano?

Um mini poço artesiano é raso, variando entre 30 m e 60 m de profundidade. A água é captada dos lençóis freáticos próximos do solo, afetando a qualidade da água e o volume de água disponibilizada durante o período de estiagem.

Poço semi artesiano e mini poço artesiano são iguais?

Não. O poço semi artesiano e o mini poço artesiano possuem algumas diferenças, como, por exemplo, a profundidade. Enquanto o semi-artesiano varia entre 60 m e 2 mil metros de profundidade, o mini poço varia entre 30 m e 60 m.

Qual a diferença entre poço artesiano, semi artesiano e mini poço?

Estes três tipos de poços possuem diferentes características. A profundidade é uma delas, o que, por consequência, afeta a complexidade de perfuração, os custos e a qualidade da água.

A AVS oferece o serviço de mini poço artesiano?

Não, a AVS não perfura mini poço artesiano. Entretanto, oferecemos o serviço de manutenção para quando o poço secou ou a água está com a qualidade ruim.