Skip to main content

O abastecimento de água é um dos pontos que mais gera dor de cabeça para donos de indústrias, hotéis ou responsáveis por gerenciar condomínios.

Além de ter um custo alto, esse é um serviço que lida diretamente com a saúde das pessoas, por isso é importante manter um processo de qualidade.

O poço artesiano, mesmo não sendo uma solução relativamente nova, pode apresentar vantagens únicas, graças ao seu funcionamento.

Porém, é preciso entender como fazer a sua perfuração e regularização, evitando futuras dores de cabeça.

Por isso, vamos explicar o que são e como funcionam esses poços! Confira:

Navegue e saiba tudo sobre o que é um poço artesiano e como ele funciona

poco artesiano

O que é um poço artesiano?

 

Os poços artesianos são estruturas cavadas no solo, com o objetivo de captar água para o consumo. Eles possuem um diâmetro pequeno, porém alcançam grande profundidade.

Diferente de outros tipos de poços, os artesianos são capazes de jorrar água livremente, sem a ajuda de bombas ou outras ferramentas, porém, a categoria dos jorrantes não é comum em solo nacional.

Uma curiosidade sobre eles, é que esse nome foi dado, pois, os primeiros poços desse gênero foram criados na cidade de Artois, na França, no século XII.

Reservatório subterrâneo

 

O poço artesiano usa como fonte de água um tipo de reservatório subterrâneo específico, que necessita de condições geológicas especiais.

O aquífero confinado, nome do reservatório de águas subterrâneas profundas, fica entre as camadas impermeáveis do solo e origina os poços jorrantes.

Para que a água possa jorrar, é preciso que a coluna d’água dentro do aquífero crie uma pressão hidrostática, fazendo com que o efeito aconteça.

Muitas pessoas confundem os aquíferos confinados com os lençóis freáticos que possuem a pressão igual à da atmosfera, sendo uma espécie de reservatório aberto, utilizado para a escavação de cisternas ou cacimbas.

Como é feita a perfuração do poço artesiano?

 

Para realizar a perfuração de um poço tubular, como também é chamado o poço artesiano, é necessário realizar um estudo aprofundado para conhecer as características geológicas e a natureza do solo.

Durante essa etapa de análise, podem ser encontrados dois tipos de rocha que revestem as paredes do poço, as cristalinas e as sedimentares.

No caso das rochas cristalinas, elas originam poços com diâmetros menores, profundidade limitada e vazão menor.

Já as rochas sedimentares costumam trazer uma vazão maior da água e a sua perfuração pode atingir até 1000 metros de profundidade, com 20 polegadas de diâmetro, sendo necessário o uso de filtros e revestimento nas paredes.

Porém, também é preciso decidir qual o método de perfuração será realizado para o poço artesiano, confira os mais utilizados:

Perfuração percussiva

Neste método, são utilizados dois mecanismos, que são erguidos e arremessados para fragmentar as rochas através do impacto. Trata-se de uma técnica antiga, que não é mais utilizada.

Perfuração rotopneumática ou a ar comprimido

A perfuração rotopneumática não é utilizada em rochas sedimentares, apenas em rochas cristalinas, que são as mais duras, como granitos e basalto. O martelo pneumático usa uma ferramenta chamada bit para perfuração, ela é constituída por tungstênio e contém diamantes na ponta.

Perfuração rotativa

O método de perfuração rotativa consiste na utilização de um mecanismo rotativo cortante, que tritura as rochas, que são levadas para a superfície por meio de uma bomba de lama, que remove o material perfurado. Esse tipo de perfuração é muito utilizado para as rochas sedimentares, pois elas são inconsistentes.

Por fim, é muito importante ressaltar que esse processo precisa ser realizado por profissionais especializados. Então, conte com a ajuda da AVS para essa atividade!

Somos uma empresa focada na perfuração, manutenção e regularização de poços artesianos com mais de 12 anos de experiência.

Como funciona a estrutura dos poços artesianos?

 

O poço artesiano não fica pronto após a sua perfuração, é necessário a utilização de equipamentos para deixá-lo funcionando.

Na grande maioria dos casos, quase em 100%, os poços artesianos dependem do uso de bombas de água, já que em nossa região não existem poços jorrantes. Esses equipamentos fazem o trabalho de levar o líquido até a superfície, simplificando este processo.

Porém, existem ferramentas que não são necessárias, como o filtro, tubo perfurado que filtra a água até a superfície, e o pré-filtro,camada de areia colocada para evitar o contato da água com o solo, que são colocados apenas em poços de geologia sedimentar.

Montando o esquema de equipamentos correto, é possível aproveitar ao máximo o seu poço artesiano, utilizando todos os seus recursos com eficiência.

Quais são as vantagens do poço artesiano?

 

O poço artesiano pode trazer grandes benefícios para o abastecimento de água da sua indústria, hotel ou casa. Inclusive, muitas pessoas passam a utilizar esse método ao invés das concessionárias públicas e caminhões pipa.

Pensando nisso, separamos algumas das principais vantagens trazidas pelos poços artesianos, confira a seguir:

Método econômico

Um dos principais pontos positivos dos poços artesianos é a economia que ele gera para o seu usuário. Substituindo o abastecimento de água dos meios tradicionais, feito pelas concessionárias públicas e caminhões pipa, pela utilização desses poços tubulares, é possível reduzir em no mínimo 50% os gastos.

Validade alta

O tempo de perfuração de um poço artesiano pode variar, existem poços que ficam prontos em 2 ou 3 dias e têm aqueles que levam meses para serem construídos. Porém, o ponto positivo é que essas estruturas têm uma validade alta, os primeiros poços construídos no Brasil, feitos na década de 60, ainda estão em operação até hoje.

Um poço, se bem construído, e com a manutenção em dia, tem durabilidade maior que a nossa vida, passando por gerações.

Confira o conteúdo completo sobre manutenção de poço artesiano!

Qualidade da água

Os reservatórios de água subterrâneos acumulam o líquido em regiões profundas, muitas vezes protegidos por rochas, essas estruturas guardam uma água de muita qualidade.

Como é feita a regularização?

 

Não basta apenas perfurar o solo e começar a utilizar o poço, é preciso passar por todo um processo para que ele seja regularizado.

Para realizar a regularização, é necessário ter uma licença de perfuração e solicitar a Outorga de Direito do Uso da água, documento fornecido pelo órgão estadual que precisa ser renovado periodicamente.

Aqui na AVS você vai encontrar o suporte de profissionais capacitados para realizar a regularização do seu poço artesiano.

Os nossos assessores especializados entram em contato direto com os órgãos reguladores e fiscalizadores, simplificando o processo.

Além disso, você pode ter o acompanhamento da nossa consultoria jurídica, que pode resolver todas as pendências referentes ao seu abastecimento de água.

Quer saber mais sobre os poços artesianos? A AVS pode te ajudar!

 

Como dito acima, os poços artesianos são uma solução eficaz e econômica para o abastecimento de água. Porém, existem alguns processos obrigatórios para que ele seja perfurado e regularizado.

Quer desenvolver um projeto de poço artesiano?

Somos uma empresa especializada em desenvolver soluções para poços artesianos com mais de 12 anos de experiência e podemos atender qualquer tipo de projeto que você tiver em mente!

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos!

Dúvidas frequentes sobre poços artesianos

O que é um poço artesiano?

Os poços artesianos são estruturas cavadas no solo, com o objetivo de captar água para o consumo. Eles possuem um diâmetro pequeno, porém alcançam grande profundidade.

Qual o tipo de reservatório de água dos poços artesianos?

O aquífero confinado, nome do reservatório de águas subterrâneas profundas, fica entre as camadas impermeáveis do solo e origina os poços jorrantes.

Quais são os benefícios do poço artesiano?

Além de ser uma solução econômica, os poços artesianos têm uma vida útil longa e armazenam uma água de muita qualidade.